Volume
Redes
Sociais
Campanha de coleta responsável de televisores é realizada pela Seja Digital na cidade de Ribeirão Preto
05/12/2017 - 20h44 em Brasil

Ao todo, 8 pontos de coleta estão disponíveis no município. Lista completa disponível no site www.sejadigital.com.br/recicle

Encontrar um destino adequado para os eletrônicos quebrados é um dos principais desafios da atualidade. Muitos desses produtos não podem ser descartados no lixo comum, pois possuem metais tóxicos que contaminam o meio ambiente. Com o desligamento do sinal analógico de TV, que acontecerá na região em uma nova data, 31 de janeiro, muitas pessoas podem aproveitar para descartar televisores quebrados ou trocar aquele televisor antigo – o que não é necessário, uma vez que, com o conversor instalado e antena adequada, qualquer televisor pode transmitir a programação de TV aberta por meio do sinal digital. 

Pensando nisso, a Seja Digital, entidade responsável pela operação do processo de migração do sinal de TV no Brasil, em parceria com a Giral, consultoria que atua na área de inteligência de recursos, governança intersetorial e negócios de impacto, a Cooperativa Mãos Dadas e o Projeto da Catasonhos da Prefeitura, disponibiliza 8 pontos de coleta em Ribeirão Preto. A ação tem como objetivo estimular o descarte correto e responsável de televisores e outros equipamentos eletrônicos. O projeto acontece até o dia 6 de janeiro de 2018 e os pontos funcionam de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h. 

Além da coleta, a Seja Digital, que tem como missão informar e orientar a população sobre essa mudança, disponibiliza um espaço para o tema no site www.sejadigital.com.br/recicle. Ali, é possível saber mais informações sobre o descarte adequado e encontrar o ponto de coleta mais próximo de cada residência, por meio do CEP.

 

Mudança do sinal de TV 

O sinal analógico de TV será desligado em Ribeirão Preto e em outros 19 municípios da região no dia 31 de janeiro. Após essa data só será possível assistir à programação da TV aberta por meio do sinal digital. As famílias de baixa renda atendidas pelo Governo Federal têm direito a um kit gratuito, com antena digital e conversor com controle remoto. Para saber se tem direito e agendar a retirada do kit em um dos pontos disponibilizados pela entidade, basta ligar para 147 ou acessar o site sejadigital.com.br/kit, com o NIS (Número de Identificação Social) em mãos. 

Para ter acesso à programação da TV digital, que já está disponível na região, é necessário instalar os equipamentos. O processo é simples e o mais indicado é instalar sua antena no telhado de casa. Depois, conecte o conversor à sua TV e faça a sintonia dos canais. Se ainda tiver dúvidas, ligue gratuitamente para o 147.

 

Serviço:

Pontos de coleta para o descarte correto de televisores e outros equipamentos eletrônicos:

Endereços:

Rua Jorge Teixeira de Andrade, 200 – Jd. Branca Sales (Cooperativa Mãos Dadas)

Av. Antônio Gomes da Silva Júnior, 630

Rua Nélio Guimarães – Alto da Boa Vista

Rua Lafaiete, 1675 – Centro

Av. Dr. Marcos Antônio Macário dos Santos, 1080 – Conjunto Habitacional Jardim das Palmeiras

Rua Adolfo Zeo, 287

Rua Humberto Barillari, 210 – Conjunto Habitacional Jardim das Palmeiras

Av. Pio XII, 995 - Vila Virgínia

Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h

 

Sobre a Seja Digital

A Seja Digital (EAD - Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV) é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil. Criada por determinação da Anatel, tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits para TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal. Também tem como objetivos aferir a adoção do sinal de TV digital, remanejar os canais nas frequências e garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico. Esse processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1300 municípios terão o sinal analógico desligado até 2018.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!