Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Boas práticas da educação pública marcam livro comemorativo dos 10 anos do Prêmio Professores do Brasil
25/12/2017 15:13 em Literatura

Publicação lançada pela Fundação Santillana conta ainda com resultados de pesquisa que avalia o impacto da premiação na vida dos docentes participantes

Dividir experiências e compartilhar práticas que deram certo são ações de valor inestimável, tanto para quem vivencia e partilha, quanto para aquele que passa a conhecer uma nova possibilidade. A prática de disseminar boas ideias vem sendo amplamente difundida no universo educacional brasileiro e uma das principais iniciativas da área é o Prêmio Professores do Brasil, distinção do Ministério da Educação (MEC), que reconhece, divulga e premia o trabalho de professores de escolas públicas que contribuem para a melhoria do processo de ensino e aprendizagem de crianças e jovens brasileiros. A maior festa dos docentes está em sua 10ª edição e os vencedores nacionais de 2017 - Alessandra Silva de Assis de Siqueira Pinto, de São Paulo, (categoria Educação Infantil/Creche); Lidiane Pereira da Silva, do Rio Grande do Sul (Educação Infantil/Pré-escola); Kátia Bomfiglio Espíndola, do Rio Grande do Sul, (Ensino Fundamental/Ciclo de Alfabetização); Fernanda Nicolau Nogueira, de Rondônia (Ensino Fundamental/Quarto ao Quinto Ano); Adalgésio Gonçalves Soares, de Minas Gerais (Ensino Fundamental/Sexto ao Nono Ano) e Rodrigo Nobrega Martins, do Ceará (Ensino Médio) - foram revelados nessa semana durante a cerimônia de premiação realizada na Praça das Artes, em São Paulo

Em virtude da consolidação do prêmio e sua relevância para o cenário educacional brasileiro, a Fundação Santillana, uma das instituições parceiras da edição 2017 da premiação, lançou o livro Prêmio Professores do Brasil - Práticas para a Sala de Aula selecionadas entre projetos finalistas das 10 Edições da Premiação. A publicação comemorativa reúne as melhores práticas já inscritas e traz elementos e ideias para que docentes de todo Brasil possam conhecer métodos e se inspirar nas experiências que chamaram a atenção dos avaliadores do Prêmio Professores do Brasil e também refletir sobre suas técnicas de ensino e projetos realizados em sala de aula.

Além disso, o título conta ainda com resultados de uma pesquisa inédita, que avaliou o impacto do prêmio na vida profissional dos participantes. Coordenado por Lourdes Atié, socióloga e educadora, o levantamento revelou que a iniciativa foi um marco na vida daqueles que chegaram às finais do prêmio e também para os vencedores da última edição (2015). Entre os principais pontos destacados nesse levantamento estão: a contribuição do prêmio no âmbito do reconhecimento e visibilidade de projetos inovadores, a reflexão sobre suas práticas e a oportunidade de rever pontos do projeto no momento de inscrição, a quebra da inércia de desvalorização do professor da escola pública, a troca de experiências com outros projetos agraciados, assim como a inspiração para novos trabalhos e, principalmente, o resgate do orgulho da profissão docente e da conscientização do valor de seu trabalho.

Para André Lázaro, diretor da Fundação Santillana no Brasil, a publicação das práticas selecionadas pelo Prêmio Professores do Brasil, em parceria com o CENPEC, é uma oportunidade de tornar acessível aos mais de 2 milhões docentes da educação básica brasileira uma obra de referência que destaca a qualidade e o compromisso de professores e professoras no país. "A educação pública brasileira tem iniciativas exemplares, em geral pouco conhecidas e divulgadas. Realizar o prêmio, editar a publicação e oferecê-la ao público são ações que homenageiam o trabalho de pessoas dedicadas à tarefa diária de educar nossas gerações. Desejamos que esse reconhecimento simbólico seja mais um gesto em favor da valorização profissional da categoria, tal como está previsto nas metas 15, 16, 17 e 18 do Plano Nacional de Educação". 

A edição digital do livro Prêmio Professores do Brasil - Práticas para a Sala de Aula selecionadas entre projetos finalistas das 10 Edições da Premiação está disponível aqui e também é possível realizar o download gratuíto da obra nesse link


Sobre a Fundação Santillana
Constituída em 1979, a Fundação Santillana atua em prol da educação e da cultura no Brasil e na Ibero-América. Suas ações estão ligadas ao universo da educação, da informação e da edição, áreas onde tem elevado conhecimento graças à atuação dos grupos Santillana e Prisa, mantenedores da entidade. No Brasil desde 2001, a Fundação Santillana visa contribuir para o desenvolvimento educacional do País e para redução das desigualdades na área, fomentando diversas atividades que beneficiam estudantes, educadores e instituições educativas públicas e privadas. Promove e apoia cursos de formação, seminários e oficinas para professores e gestores. Também publica e divulga obras referenciais nas áreas de avaliação e políticas públicas educacionais que propõem uma leitura crítica da realidade educacional do país, visando garantir a equidade na educação de crianças e jovens brasileiros. Além disso, busca estabelecer parcerias para a viabilização de projetos de incentivo à leitura, à cultura e à cidadania. Desde 2014, a Fundação conduz o programa "Liderança e conhecimento educativo", que compartilha experiências inovadoras e difunde informações relevantes e estratégicas para a eficiência na gestão pública educacional.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!