Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Paralelo 30 de Evandro Navarro é novidade no mercado fonográfico
02/08/2018 19:28 em Música
Compositor com mais de 500 canções autorais e cerca de 90 gravações apresenta seu 6º CD em show que acontece no dia 17 de agosto, em Bonfim Paulista, no interior de São Paulo. A produção expressa as "mineiridades musicais" do artista – sua marca principal em uma trajetória profissional de 32 anos

 
Alta | Web
 
Alta | Web
 
Alta | Web

Ribeirão Preto (SP), 23 de julho de 2017 – Mineiro nascido em Muzambinho, mas naturalizado pela vida como ribeirão-pretano, Evandro Navarro é um compositor reconhecido por seu talento com as palavras e as notas musicais e por uma vasta obra autoral. Em 2016, o artista, conhecido como Véio, completou 30 anos de carreira e agora acaba de produzir o CD Paralelo 30 que sela este momento de sua trajetória artística. A produção chega ao mercado fonográfico com sete canções autorais e várias parcerias e será apresentada no dia 17 de agosto, num show para convidados que acontece no espaço Pub 26, em Bonfim Paulista (SP). Interessados devem fazer contato pelo telefone (16) 982663556.

O trabalho revela a identidade musical do artista enraizada a Minas Gerais – sua principal fonte de inspiração. "O Paralelo 30 tem duas histórias: o próprio nome do CD resume a minha trajetória. Por isso, decidi fazer um catálogo que retratasse as várias fases da minha carreira, mas com músicas com este astral de Minas que me movem". A outra sugestão do nome é que Evandro quis fazer uma homenagem ao seu produtor que o acompanha desde o início de seu trabalho: Lelo Guazelli – daí também o nome Paralelo.

O CD está sendo lançado num momento que o compositor classifica como de ´maturidade serena´. Atualmente, ele se define em uma fase mais tranquila, voltou a viver em Muzambinho, mas garante que não fica um dia sequer sem compor ou tocar. Evandro Navarro é um dos compositores que mais produziu em Ribeirão Preto: já compôs mais de 500 canções e 90 gravações por outros intérpretes.

A paixão pela música e a escolha pela carreira sempre na vertente da MPB veio desde cedo. Nascido em uma família com vários talentos musicais, desde avós, irmãos e primos músicos, ele conta que cresceu participando de rodas de ensaios e, aos nove anos, começou a estudar violão – quando já morava em Franca (SP) com o professor Don Antena.

Mais tarde, aos 18 anos, já vivendo em Ribeirão Preto, ele começou a estudar com o professor de violão, Vicente Caetano que o apresentou definitivamente às sonoridades da Bossa Nova. Foi no final de 1985 que ele descobriu seu dom para compor – na época estava morando em Brasília e alguns meses depois, em 1986, passou a tocar em um bar em Ribeirão Preto – assim começava uma carreira que reúne muitas apresentações, parcerias, projetos e prêmios.

A vida musical é para ele uma escolha certa, um caminho que percorreria de novo, se pudesse voltar no tempo, mas garante que sua veia para composição é a que verdadeiramente pulsa em seu trabalho. "Em essência sou mais compositor. A criação flui com mais naturalidade para mim, mas também gosto muito do palco. Gosto de emocionar as pessoas e de me comunicar com o público".

Participações especiais

A ideia do CD começou com uma parceria muito especial para Evandro Navarro. Em 2016, ele teve a oportunidade de realizar um sonho: gravar a faixa Canção que vem na Chuva, ao lado de um dos seus principais ídolos e referências musicais – Lô Borges, um dos sócios-fundadores do Clube da Esquina, movimento que renovou a MPB nos anos 1970.

A música também rendeu um clipe gravado nas ruas de Belo Horizonte, onde nasceu o Clube da Esquina e num estúdio da capital mineira. O vídeo e a música foram gravados para dar início ao projeto do CD completo que foi aprovado pelo Programa de Ação Cultural do Estado (ProAC-ICMS).

"Lô Borges é um dos meus musos inspiradores, um grande ídolo. Ele participou com carinho e respeito da gravação. Foi muito significativo vê-lo cantar uma música minha. Emocionante", conta.

Além de Lô Borges, Evandro Navarro recebeu a participação do músico Lucas Vargas. E de intérpretes, como o seu professor de violão Don Antena, Jack, Marina Dagher. Tem também a presença vocal de seu irmão Tuíca Lima, compositor da única canção do CD que Evandro não assina. Tuca Oliveira e Victor Cupertino aparecem como co-autores em uma outra faixa.

O CD foi gravado na Nova Digital, com arranjos de Pedro Sossego, produção de Mariah Navarro e co-produção de Lelo Guazelli, Evandro Grili e Horácio Silveira. A gravação contou com uma banda formada pelos músicos: Robson Ribeiro (violão), Luciano Duarte (guitarra), Murilo Barbosa (teclado), Paulinho Vieira (bateria) e Pedro Sossego (baixo).

"Considero este como meu primeiro disco padrão. Nele, eu canto do começo ao fim, com apoio de uma banda sensacional formada por músicos de alta qualidade. Este disco está me dando muito gás, muita alegria, num momento que eu estou mais maduro", explica o compositor. Para ele, a produção veio na hora exata, com muita maturidade e marca sua carreira. "É um disco muito forte para minha vida".

Acesse música Canção que vem na Chuva e clipe do álbum:

http://www.youtube.com/watch?v=-_cu3ks3XWU

Serviço:

O que: Show de Lançamento do CD Paralelo 30

Data: 17/08/2018
Horário: 20h30
Local: Pub 26 - Av. Francisco Gugliano, 2701, Lote 26, Distrito de Bonfim Paulista.

Informações sobre ingressos/convites: (16) 982663556.

 

Sobre Evandro Navarro

Evandro Navarro possui 32 anos de carreira e seis CDs produzidos. Entre estes álbuns, dois são CDs-compilações; nos quais vários intérpretes cantam suas canções: Evandro Navarro Noutras Bocas 1 e 2. Destaque também para o álbum Três, gravado pela intérprete Alessandra Freire e dirigido por ele; inteiro confeccionado só com criações de Navarro.

Hoje, já existem por volta de 90 gravações em vozes de outros cantores. Fato este, que dá a Navarro a marca histórica de ser o compositor local, que mais viu sua obra difundida entre os artistas de Ribeirão Preto.

Divide o palco com o humorista Chico Lorota no Show Causos e Viola; trabalho concebido por Navarro.

Tocando canções de sua autoria, fez aberturas de shows de artistas renomados tais como: Sá e Guarabyra, Pena Branca e Xavantinho, Jorge Mautner, Renato Teixeira e 14 Bis.

Alto Paraíso, cidade do estado Goiás, confere a Evandro a alegria e honra de ser o compositor da música considerada como o hino do lugar.

Com o violeiro e cantor Pereira da Viola criou o tema para o curta-metragem: Cruz do Pedro; rodado em Ribeirão Preto.

Escreveu e dirigiu: Miguelzinho do Cavaco, O Poeta das Quatro Cordas – Curta metragem (Pelo Laboratório Cinema Paraíso - UERJ/ RJ.

Como produtor co-dirigiu: 2006 - CD A cidade a canção – Ribeirão Preto - SP; 2008, CD Rádio USP Ribeirão – 3 anos no ar – Ribeirão Preto/SP; 2010 - CD Ecológico Infantil - Mestre Kami e a criançada – Ribeirão Preto/SP; 2012 – CD CVV canta seus 50 anos – Ribeirão Preto/SP.

Foi repórter-cultural do Programa Fuligem no Ar, pelo Canal 20 (Ribeirão Preto-SP).

Tem canções veiculadas dentro da programação da Rádio USP FM – Ribeirão.

Em 2016, apresentou o show Paralelo 30, no Sesc Ribeirão, show comemorativo de seus 30 anos de carreira. Hoje, acaba de produzir o CD Paralelo 30 e vive em Muzambinho, no interior de Minas Gerais.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!