Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Theatro Municipal de São Paulo estende as celebrações do Dia das Crianças com espetáculo de música e cinema de animação da Orquestra Experimental de Repertório e grupo Giramun
05/10/2021 07:36 em Arte
Orquestra e Grupo de teatro apresentam "Pedro e o Lobo", de Sergei Prokofiev, com projeção de bonecos animados e exposição presencial com as marionetes reais; OER também interpreta a suíte "Os Comediantes", do compositor Kabalevsky. Espetáculo marca a volta do Giramundo ao Municipal depois de 30 anos com cinco apresentações, de 12 a 17 de outubro; os ingressos já estão à venda na internet


No próximo 12 de outubro, Dia das Crianças, o Theatro Municipal de São Paulo comemora com uma programação especial que se estende até o domingo, dia 17. A Orquestra Experimental de Repertório (OER) e o grupo mineiro Giramundo apresentam um espetáculo de música sinfônica com projeção de imagens animadas, deixando a Sala de Espetáculos do Municipal com ares de cinema. É como se um filme acompanhasse a música, em que bonecos digitais são animados previamente e sincronizados à performance da orquestra. Ao todo serão cinco apresentações do cine concerto: no feriado do dia 12 (terça-feira) e no domingo (17), às 11h, na quarta (13) e na sexta (15), às 19h, e no sábado (16), às 17h. Os ingressos custam R$ 40 (R$ 20 meia) e devem ser adquiridos exclusivamente no site: theatromunicipal.org.br .

O repertório traz duas obras, cada qual de um autor, que se convergem pelo fato de terem sido compostas com a intenção de conectar as crianças à música de concerto, sendo alegres, descontraídas e de fácil entendimento. Sob a batuta do maestro Jamil Maluf, regente titular da Experimental de Repertório, o grupo artístico interpreta a suíte Os Comediantes, de Dmitriy Kabalevsky (1904-1987). Na sequência, e desta vez na companhia do Giramundo, a OER executa Pedro e o Lobo, obra de Sergei Prokofiev (1891-1953) conhecida por aproximar as crianças das diferentes sonoridades de uma orquestra.

A diretora geral do Theatro Municipal Andrea Caruso Saturnino, lembra que a Orquestra Experimental de Repertório tem uma trajetória marcada não só pela formação de novos músicos, mas também pela proposta de repensar o formato tradicional de apresentação orquestral dialogando com o cinema, o teatro e a música popular. E destaca que neste espetáculo, "o público vai poder acompanhar um programa com viés educativo, cheio de inovações e novas linguagens, que instigam os sentidos e as percepções, sem deixar de lado a imaginação", afirma.

O título de Prokofiev (1891-1953) é conhecido, mas a montagem de Pedro e o Lobo pelo grupo Giramundo e a Orquestra Experimental de Repertório pode ser considerada uma estreia. Ainda que contando com bonecos originais criados por Álvaro Apocalypse em 1994, para esta versão os bonecos foram inteiramente reconstruídos digitalmente. Esse ineditismo faz do espetáculo o primeiro do repertório do Giramundo realizado sem o uso de bonecos "físicos", manipulados por marionetistas durante as apresentações. As marionetes originais estarão sendo expostas no Theatro, e o público poderá conferir de perto a inspiração da animação que será projetada durante a execução da peça.

Mesmo incorporando novas linguagens, a produção mantém todos os propósitos educativos da peça original de Prokofiev, escrita em 1936, que associa os instrumentos ou naipes da orquestra a cada um dos personagens da narrativa. A obra foi uma encomenda de Natalya Sats (1903-1993), diretora artística russa que por muito anos dirigiu teatros para crianças, incluindo o Teatro Musical de Moscou. Com direção de Marcos Malafaia e Ulisses Tavares e design de bonecos originais de Álvaro Apocalypse, o espetáculo marca a volta do Giramundo a um dos principais palcos paulistanos depois de três décadas e em ano de aniversários: 50 do grupo e 110 do Theatro Municipal de São Paulo.

As apresentações presenciais no Complexo Theatro Municipal de São Paulo, abertas ao público, estão sendo realizadas com capacidade reduzida de até 30% da casa como medida a garantir a segurança das pessoas e o distanciamento entre os assentos. O Theatro Municipal de São Paulo é um equipamento da Secretaria Municipal de Cultura administrado pela organização social Sustenidos por meio de contrato de gestão firmado com a Fundação Theatro Municipal.

Programa

KABALEVSKY
Suíte Os Comediantes (13’)

SERGEI PROKOFIEV
Pedro e o Lobo (25’)

Serviço

Especial: Semana da Criança
12 de outubro, terça-feira, às 11h
13 de outubro, quarta-feira, às 19h
15 de outubro, sexta-feira, às 19h
16 de outubro, sábado, às 17h
17 de outubro, domingo, às 11h

Suíte Os Comediantes e Pedro e o Lobo

Concerto Presencial, aberto ao público
Orquestra Experimental de Repertório
Giramundo Teatro de Bonecos

Jamil Maluf, regência
Ingressos: R$ 40 (R$ 20 meia)
Classificação: Livre
Duração: 40 minutos aproximadamente

Bilheteria: em função da pandemia de Covid-19, a bilheteria do Theatro Municipal de São Paulo está fechada por tempo indeterminado. Venda de ingressos exclusiva no site do Theatro Municipal de São Paulo.

Manual do Espectador e Informações sobre os protocolos sanitários do Complexo Theatro Municipal: veja os protocolos de segurança do Theatro Municipal em nosso site.

Theatro Municipal de São Paulo: Praça Ramos de Azevedo, s/nº, Sé - próximo à estação de metrô Anhangabaú.

SOBRE O COMPLEXO THEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO

O Theatro Municipal de São Paulo é um equipamento da Prefeitura da Cidade de São Paulo e ligado à Secretaria Municipal de Cultura e à Fundação Theatro Municipal de São Paulo. O edifício do Theatro Municipal de São Paulo, assinado pelo escritório Ramos de Azevedo em colaboração com os italianos Claudio Rossi e Domiziano Rossi, foi inaugurado em 12 de setembro de 1911. Trata-se de um edifício histórico, patrimônio tombado, intrinsecamente ligado ao aperfeiçoamento da música, da dança e da ópera no Brasil. O Theatro Municipal de São Paulo abrange um importante patrimônio arquitetônico, corpos artísticos permanentes e é vocacionado à ópera, à música sinfônica orquestral e coral, à dança contemporânea e aberto a múltiplas linguagens conectadas com o mundo atual (teatro, cinema, literatura, música contemporânea, moda, música popular, outras linguagens do corpo, dentre outras). Oferece diversidade de programação e busca atrair um público variado.

Além do edifício do Theatro, o Complexo Theatro Municipal também conta com o edifício da Praça das Artes, concebida para ser sede dos Corpos Artísticos e da Escola de Dança e da Escola Municipal de Música de São Paulo. Sua concepção teve como premissa desenhar uma área que abraçasse o antigo prédio tombado do Conservatório Dramático e Musical de São Paulo e que constituísse um edifício moderno e uma praça aberta ao público que circula na área. Inaugurado em dezembro de 2012 em uma área de 29 mil m², o projeto vencedor dos prêmios APCA e ICON AWARDS é resultado da parceria do arquiteto Marcos Cartum (Núcleo de Projetos de Equipamentos Culturais da Secretaria da Cultura) com o escritório paulistano Brasil Arquitetura, de Francisco Fanucci e Marcelo Ferraz.

SOBRE A SUSTENIDOS

Eleita a Melhor ONG de Cultura de 2018, a Sustenidos é a organização responsável pela gestão do Projeto Guri (nos polos de ensino do interior, litoral e Fundação CASA), do Conservatório Dramático-Musical dr. Carlos de Campos - Tatuí e do Complexo Theatro Municipal. Além do Governo de São Paulo, a Sustenidos conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Sustenidos, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm suporte fiscal da Lei Federal de Incentivo à Cultura e do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir neste link .
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!