Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Espetáculo “Um Estudo sobre Dora” estreia em curta temporada em junho, no Theatro Municipal
20/06/2022 09:17 em Arte

A peça, ainda em processo, estará em cartaz entre os dias 25 e 27 de junho, e foi indicada ao Prêmio APCA 2021 de melhor espetáculo, além da indicação ao Prêmio APTR de Teatro em 4 categorias 

 

Crédito: Alessandra Nohvais 

São Paulo, 17 de junho de 2022 -- De 25 a 27 de junho, entra em cartaz a peça “Um Estudo sobre Dora”, no Theatro Municipal. O projeto, dirigido e atuado por Sara Antunes, foi indicado ao Prêmio APCA 2021 de melhor espetáculo, além da indicação ao Prêmio APTR de Teatro em 4 categorias, incluindo melhor atriz e espetáculo. 

Trata-se da abertura do processo de pesquisa para a estreia do espetáculo presencial, com novas cenas e participações especiais. A apresentação faz parte do projeto Teatro no Theatro, que traz espetáculos teatrais para o Theatro Municipal. A peça conta a história de Maria Auxiliadora Lara Barcelos, a Dora, uma estudante mineira de medicina que, aos 23 anos, entrou para a luta armada contra a ditadura militar. Ela foi presa, torturada e exilada para a Alemanha, onde suicidou-se em 1976, aos 31 anos. 

A montagem éestruturada como um caleidoscópio fragmentado mesclando trechos de cartas, imagens de arquivos e relatos autobiográficos da atriz Sara Antunes. Angela Bicalho, mãe da atriz, faz uma participação especial traçando um paralelo da vida de Dora com a trajetória familiar de Sara. Dora, mineira como os pais de Sara, nasceu no mesmo ano que a mãe de Sara que também se envolveu na resistência à ditadura, assim também aconteceu com o pai da Sara, Inácio Bueno, que foi preso e exilado. 

“Ao reconstruirmos a subjetividade de períodos traumáticos que deixaram marcas profundas na história deste país, confrontamos a política da amnésia com que se pretende, reiteradamente, apagar um passado incômodo para criar campos de ignorância histórica que, novamente, convocam abertamente forças repressoras. Dora é um projeto importante de reparação histórica, de pretensão multidisciplinar em que as lutas femininas do Brasil estão em foco”, explica Sara Antunes. 

Utilizando poucos elementos cênicos, a direção de arte se apoia na escrita a partir das cartas enviadas da prisão e do exílio trocadas entre Dora e sua mãe, Clélia Lara Barcelos. A direção tece uma metáfora através de fios vermelhos que viram vestidos e que viram cartas utilizando plataformas de escrita como retroprojetor, paredes, projeções. 

Vestidos vermelhos, baldes e água são elementos que partiram de indicações nas cartas. A peça cobre o período de 1965 a 1976, e a trilha sonora inclui Tropicália, Violeta Parra e Torquato Neto, canções que marcaram a época e que Dora ouvia e até recomendava. Imagens de arquivo pessoais e documentos oficiais, como áudios de rádio, vídeos, fotos, recortes de jornais e revistas, são usados em cena, mesclando momentos de objetividade com experimentação, apoiados por elementos audiovisuais. 

Para mais informações, acesse o site do Theatro Municipal de São Paulo.

Teatro no Theatro -- Um Estudo sobre Dora

Theatro Municipal25/06/2022 • 19h26/06/2022 • 19H27/06/2022 • 19H 

[Theatro Municipal -- Cúpula]

 Ficha técnica

Sara Antunes, direção, texto, atuação e figurino

Henrique Landulfo, assistente de direção e direção audiovisual

Henrique Landulfo e Sara Antunes, concepção de imagem

Luiza Magalhães, pesquisa de dança

Camila Landulfo e Sara Antunes, direção de arte

Wagner Antônio, luz

Edson Secco, desenho sonoro

André Grynwask, projeção

Angela Bicalho, participação

Corpo Rastreado, produção

Classificação 14 anos

Duração 60 minutos

Ingressos R$ 30,00

SOBRE O COMPLEXO THEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO

O Theatro Municipal de São Paulo é um equipamento da Prefeitura da Cidade de São Paulo ligado à Secretaria Municipal de Cultura e à Fundação Theatro Municipal de São Paulo. 

O edifício do Theatro Municipal de São Paulo, assinado pelo escritório Ramos de Azevedo em colaboração com os italianos Claudio Rossi e Domiziano Rossi, foi inaugurado em 12 de setembro de 1911. Trata-se de um edifício histórico, patrimônio tombado, intrinsecamente ligado ao aperfeiçoamento da música, da dança e da ópera no Brasil. O Theatro Municipal de São Paulo abrange um importante patrimônio arquitetônico, corpos artísticos permanentes e é vocacionado à ópera, à música sinfônica orquestral e coral, à dança contemporânea e aberto a múltiplas linguagens conectadas com o mundo atual (teatro, cinema, literatura, música contemporânea, moda, música popular, outras linguagens do corpo, dentre outras). Oferece diversidade de programação e busca atrair um público variado. 

Além do edifício do Theatro, o Complexo Theatro Municipal também conta com o edifício da Praça das Artes, concebido para ser sede dos Corpos Artísticos e da Escola de Dança e da Escola Municipal de Música de São Paulo. 

Sua concepção teve como premissa desenhar uma área que abraçasse o antigo prédio tombado do Conservatório Dramático e Musical de São Paulo e que constituísse um edifício moderno e uma praça aberta ao público que circula na área. 

Inaugurado em dezembro de 2012 em uma área de 29 mil m², o projeto vencedor dos prêmios APCA e ICON AWARDS é resultado da parceria do arquiteto Marcos Cartum (Núcleo de Projetos de Equipamentos Culturais da Secretaria da Cultura) com o escritório paulistano Brasil Arquitetura, de Francisco Fanucci e Marcelo Ferraz. 

SOBRE A SUSTENIDOS

Eleita a Melhor ONG de Cultura de 2018, a Sustenidos é a organização responsável pela gestão do Conservatório Dramático-Musical dr. Carlos de Campos - Tatuí e do Complexo Theatro Municipal. Além do Governo do Estado de São Paulo e da Prefeitura da Cidade de São Paulo, a Sustenidos conta com o apoio de organizações da sociedade civil, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Sustenidos têm suporte fiscal da Lei Federal de Incentivo à Cultura e do PROAC. Pessoas físicas também podem ajudar. Em 2021, a Sustenidos recebeu a Certificação A+do Selo Doar, de Gestão e Transparência. Saiba como contribuir neste link. 

Patrocinadores e apoiadores do Theatro Municipal de São Paulo -- Sustenidos: Bradesco. 

Patrocinadores Institucionais da Sustenidos: Microsoft e VISA.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!