Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Jacque Falcheti e Flávio Vasconcelos lançam segundo disco ‘Passim II’
11/06/2021 12:14 em Música

                                                                                                                                   

Segundo disco de Jacque Falcheti e Flávio Vasconcelos apresenta um mosaico de influências do mundo ibérico na cultura brasileira. Foto Lucas Pardal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com inspiração ibérica e alma brasileira, álbum autoral mescla canção popular com instrumentação erudita; show virtual de lançamento será dia 18 de junho
 
“Passim II”, o segundo disco de Jacque Falcheti e Flávio Vasconcelos - que formam o duo Passim -, será lançado nas plataformas digitais na sexta-feira (18/06) e apresenta um mosaico de influências do mundo ibérico na cultura brasileira. Em uma atmosfera movida pela saudade além-mar, pelas cantigas, pelo imaginário de trovadores e navegantes, o álbum cria e recria pontes transatlânticas. O show virtual de lançamento do CD acontece no mesmo dia, às 20h, no canal do grupo no YouTube (www.youtube.com/duopassim).
 
Com direção musical de Andrea dos Guimarães, o álbum “Passim II” foi gravado em sexteto. Na formação composta por músicos do interior paulista, Jacque Falcheti (voz e pandeiro) e Flávio Vasconcelos (arranjos, violão e voz) são acompanhados por Melina Cabral (vibrafone, percussão), Jonas Moncaio (violoncelo), Rodrigo Müller (corne inglês, oboé, flauta) e Rui Kleiner (bandolim). O álbum é uma realização do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, e faz parte do projeto Passim, premiado pelo ProAC (Programa de Ação Cultural).
 
Neste projeto, a intenção artística foi a de homenagear uma importante raiz da cultura brasileira: o universo ibérico e a sua miscigenação de séculos, que ainda passa distante de entendimentos das suas conexões com outros povos do mundo, e com a própria formação do povo brasileiro.
 
Todo repertório e as interpretações do novo disco remetem a uma imersão pessoal de Flávio e Jacque, que começou há cinco anos, durante uma residência artística em Portugal. Essa experiência resultou no lançamento do primeiro CD “Passim”, lançado em 2016, com composições de Flávio e produzido pelo Musibéria (Centro Internacional de Música e Danças do Mundo Ibérico), na cidade portuguesa de Serpa.
 
“Foi um mergulho no passado, mas com os nossos olhos, a nossa perspectiva desse mundo ibérico de tantos povos, não só os portugueses e espanhóis, mas árabes, mouros, africanos, seguindo esse mar, esse caminho, essa navegação. Enquanto a gente fechava um ciclo (primeiro disco), um novo caminho foi se abrindo para o ‘Passim II’”, explica Jacque.
 
Durante suas turnês no exterior, Jacque e Flávio se encantaram com as semelhanças e simetrias do fado com a música caipira e com o choro, do flamenco espanhol e dos cantos alentejanos portugueses com as cantorias nordestinas dos repentes. “A gente frequentava as casas de fado portuguesas, conversava com os músicos, e essa experiência ibérica trouxe muitas inspirações. De certa maneira, tudo isso nos estimulou para a criação de outros elementos para os próximos passos musicais”, complementa a cantora.
 
Assim nasce “Passim II”, um álbum que ressignifica contextos históricos através da poesia musical, tocada e cantada, bem como da aproximação da canção popular com a música erudita, com estilos da música popular interpretados com uma formação inusitada onde todos os arranjos são escritos. “A nossa formação em sexteto tem instrumentos musicais acústicos de origem clássica, mas costumamos dizer que tocamos ‘música camerística popular brasileira’”, reforça Flávio.
 
Para a diretora musical Andrea dos Guimaraes, acompanhar a construção do novo álbum do duo encheu seu coração de esperança e reflexão de que, apesar das dificuldades de se fazer música no Brasil, bons ventos sempre estarão por vir. Ela destaca a seriedade e a profundidade com que Jacque e Flávio exercem esse ofício, estampadas em cada etapa do disco.
 
“O cuidado com a escolha do repertório, na poética das letras, na beleza contada por cada arranjo elaborado, na singularidade da formação camerística, que rompe delicadamente com a divisão erudito-popular. Na interpretação do canto, que passeia livre e intensamente por melodias complexas, valorizando cada palavra. Nas cordas do violão que, com presença e propriedade, preenche, abraça e reverencia a cultura brasileira e sua influência ibérica. O álbum novo ‘Passim II’ nos faz flutuar por paisagens, estórias, memórias, lindas melodias, timbres marcantes e muito sentimento”, diz Andrea.
 
O DISCO
 
Com 10 faixas, o repertório de “Passim II” traz epopeias e histórias do mundo ibérico, das influências na música brasileira, melodias e poesias que contam da saudade, do além-mar através de modinhas, choros, samba-canção, fados, xotes, música caipira, entre outras linguagens.
 
“Fado Bruto”, música composta por Flávio Vasconcelos especialmente para o disco, revela seu incômodo em torno da história da colonização do Brasil, com uma estória de amor e desamor entre a terra Brasilis e o invasor. “Não tem como ignorar o lado cruel, desumano desta história toda. Na verdade, é um amor tóxico, com elementos complicados e complexos. Por isso, tem inspiração livre no fado, um ritmo muito teatral, descontente, aventureiro, narcisista, que passa uma força muito grande e complementa com a imponente interpretação de Jacque”, ressalta Flávio. A canção traz uma instrumentação de câmara com vibrafone, oboé, bandolim e violoncelo, e a melodia brinca com vários elementos, até circenses. “É uma sátira, meio jocosa, cínica, petulante. É uma cena para contar essa história doída e pesada que nós, até hoje, carregamos”, completa o músico.
 
Ritmos dançantes como o xote marcam presença na música “Aos olhos do Tejo”, de Flávio Vasconcelos, que mescla influências da cultura brasileira e árabe, arranjada com flauta, triângulo, zabumba, pandeiro e oboé. “É uma composição intuitiva, alegre e espirituosa. O arranjo mostra essa influência, com algumas escalas que brilham desde o começo, costurando a música, trazendo essa sonoridade modal, com o final que lembra frevo ou arrasta-pé”, explica Flávio.
 
Com participação especial da cantora Mônica Salmaso, “Beira do Mato”, de autoria de Gui Silveiras e André Fernandes, destaca a alma caipira do sertanejo e a convivência com a natureza. “Os ritmos desta faixa dialogam com as influências ibéricas e trazem a temática bucólica, representando o colorido e a simplicidade do interior, onde o Passim nasceu”, comenta Jacque.
 
A ciranda “Acorda Povo”, do compositor Jonathan Silva, segue no ritmo do movimento do mar. Com marcha, cortejo, estandarte e canto coletivo, a canção remete às canções da cultura popular. “É uma música de esperança, muito importante para esse momento que a gente vive no mundo. Ela traz força, coletividade e união”, diz Jacque.
 
A leveza e o minimalismo de “Filha do Barro”, de André Luís e Fran Florestelar, e “Curso do Vento”, de Flávio Vasconcelos, proporcionam um respiro ao disco, com interpretação impecável apenas com voz e violão. Ambas as canções têm participação especial da diretora musical Andrea dos Guimarães, como cantora. “‘Curso do Vento’ é uma música de 2016, que fala de esperança. Ela nasce da dor, de um momento um pouco tenebroso da nossa história, que talvez seja um marco sociopolítico, onde começamos a enxergar uma polarização social muito absurda. A vida passa por um processo cíclico, de altos e baixos, é natural, e a gente observa isso através dos séculos. O nosso coro canta o sentimento da esperança, da luz no final do túnel”, finaliza Flávio.
 
Na série “Faixa a Faixa - Passim II”, lançada em seu canal do YouTube (youtube.com/duopassim), o duo conversa sobre cada uma das músicas do álbum, trazendo memórias, afetos e histórias por trás das composições e a escolha das canções.
 
SERVIÇO
Show de lançamento do CD ‘Passim II’
Data: sexta-feira, 18 de junho, às 20 horas
Local: canal do DuoPassim no YouTube: youtube.com/duopassim
Onde ouvir o CD: todas as plataformas digitais - https://tratore.ffm.to/passim2
Redes sociais:
www.instagram.com/duopassim/
www.facebook.com/duopassim
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!