Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
ORQUESTRA JUVENIL HELIÓPOLIS DO INSTITUTO BACCARELLI PARTICIPA DA SEGUNDA EDIÇÃO DO SINFONIA SAMSUNG ROCK, NO DIA 27 DE MAIO
20/05/2018 10:35 em Música
Os 60 jovens de uma das cinco orquestras mantidas pelo Instituto Baccarelli mostram versatilidade ao se apresentarem com importantes nomes do rock brasileiro – Samuel Rosa, Lari Basilio e Rodrigo Suricato - tocando versões de músicas de Guns n' Roses, AC/DC, U2, Beatles, Raimundos e Skank

Mais uma vez, a Orquestra Juvenil Heliópolis é convidada para subir ao palco e promover a democratização do acesso à música, transitando entre o universo erudito e popular. No domingo, 27 de maio, às 18h, o grupo irá se apresentar, na área externa do Auditório Ibirapuera, com importantes nomes do rock brasileiro. A iniciativa faz parte do projeto chamado Sinfonia Samsung Rock, que tem o propósito de promover um encontro inusitado de uma orquestra com grandes músicos do universo popular, e uma programação de videoarte projetada na fachada do auditório.

"Achamos esta experiência muito enriquecedora. Isto faz nos aproximar de um público diferente, além de ser uma maneira das pessoas perderem o preconceito de achar que uma orquestra só executa obras eruditas", comenta Edmilson Venturelli, diretor do Instituto Baccarelli, que atua com a transformação social de crianças e jovens da comunidade de Heliópolis, através da educação musical. A Instituição, inclusive, faz constantemente um trabalho bastante versátil de se aproximar de outros públicos. No último dia 29 de abril, por exemplo, fez um concerto ao lado da cantora Vanessa da Mata, durante o evento de abertura do Sesc Avenida Paulista. Já promoveu apresentações também ao lado de nomes como Ivete Sangalo, Milton Nascimento, João Bosco, Luiz Melodia, Lenine, Paula Lima, Toquinho, Fafá de Belém e Ivan Lins, entre outros.

Neste projeto, a Orquestra Juvenil Heliópolis se apresenta, sob regência de Edilson Ventureli, ao lado de Lari Basilio e Samuel Rosa (Skank), e Rodrigo Suricato (Suricato e Barão Vermelho), fazendo releituras sinfônicas de grandes sucessos do rock, com versões de Guns n' Roses, AC/DC, U2, Beatles, Raimundos, Skank, entre outros. O evento é gratuito, acontecerá na parte externa do Auditório Ibirapuera, às 18h, com a expectativa de reunir mais de 25 mil pessoas.


ORQUESTRA JUVENIL HELIÓPOLIS
Formada por 60 instrumentistas, cujas idades variam de 14 a 25 anos, a Orquestra Juvenil Heliópolis (OJH) alia ajovialidade de seus músicos com a maturidade e o conhecimento adquirido de seus professores e regente titular, Edilson Ventureli. Criada em 2009 e mantida pelo Instituto Baccarelli, a Orquestra está comprometida em promover a democratização do acesso à música de concerto – missão que já levou o grupo a importantes palcos, como Sala São Paulo, Theatro São Pedro, Centro Cultural São Paulo, MASP Auditório, Citibank Hall além do Circo Voador e Praia de Ipanema (Rio de Janeiro), entre outros. O grupo também representou o Instituto em eventos notáveis, como os programas Criança Esperança (2011) e aIII Conferência Global Sobre o Trabalho Infantil, realizada pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) em Brasília, na 40ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, em concertos ao lado de artistas como Vanessa da Mata, Pitty e na turnê de encerramento de carreira do tenor José Carreras.


SOBRE O INSTITUTO BACCARELLI
Em 1996, sensibilizado por um incêndio de grandes proporções em Heliópolis, o maestro Silvio Baccarelli prontificou-se a ensinar música para 36 crianças e jovens da comunidade, como forma de diminuir o sofrimento das famílias atingidas e contribuir para a autoestima e possibilidade de educação desses menores. Como o bairro da zona sul paulistana não dispunha de local apropriado para as atividades, o maestro cedeu o próprio imóvel, o Auditório Baccarelli (localizado na Vila Clementino), para dar início às aulas.

Após mais de 21 anos, o Instituto Baccarelli, organização sem fins lucrativos voltada para ensino musical com intuito de promover a inserção social através da formação artística, atende anualmente mais de 1.000 crianças e jovens por meio deprogramas socioculturais, cuja premissa é a excelência pedagógica, contribuindo dessa forma para o desenvolvimento pessoal e para a criação de oportunidades de profissionalização no campo da música erudita.

Hoje com sede própria na comunidade de Heliópolis, o Instituto dispõe de ampla estrutura, distribuída em dois prédios, onde ocorrem práticas de conjunto de 5 orquestras, 14 corais, 20 grupos de musicalização infantil52 classes coletivas de instrumentos, 20 grupos de câmara, além de aulas em grupo e individuais sob a responsabilidade de 78 profissionais de música.

A instituição conta com a gestão de dois participantes do estágio inicial do projeto e ex-integrantes do coral que Silvio Baccarelli regeu por várias décadas em São Paulo, Edilson e Edmilson Venturelli. Além de permanecerem à frente do Instituto Baccarelli, eles foram os responsáveis pelo desenvolvimento das diferentes atividades da entidade, e por ampliar significativamente a dimensão da instituição.

Sob a direção artística do principal maestro brasileiro, Isaac Karabtchevsky, e com o patronato do regente indiano Zubin Mehta, que visitou o projeto em 2005 e se encantou com o poder da música enquanto ferramenta de transformação social, a Instituição constrói dia a dia uma história de conquistas, fruto de um amplo trabalho educacional, que transcende a possibilidade de profissionalização musical, suscitando autodisciplinarespeitocriatividadeconvivência e senso colaborativo em grupo – essenciais tanto para as relações intersubjetivas quanto para a consolidação da noção de cidadania.

Para a manutenção de suas atividades, o Instituto Baccarelli conta com os seguintes patrocinadores, distribuídos por categorias. Ouro: Volkswagen; Prata: Cielo, Grupo Segurador Banco do Brasil e Mapfre e Vivo; Bronze: Banco Volkswagen, Banco Votorantim, Bradesco, BTG Pactual, Instituto Votorantim e Magazine Luiza.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!